PROVEDOR ACTUAL

Dra. Maria José Moura Figueiredo

 

MENSAGEM INICIAL DO PROVEDOR

Caros Irmãos,
Caros Riomaiorenses,

Na sequência do ato eleitoral realizado em 16 de Dezembro de 2015 ,tomaram posse em 14 de Janeiro de 2016, os órgãos da Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior: Mesa da Assembleia Geral, Mesa Administrativa e Definitório.

A Santa Casa da Misericórdia de Rio Maior é a instituição mais antiga do município de Rio Maior e uma das mais importantes. Os seus 257 anos de existência explicam o valor do seu papel na comunidade. Discreta, a Santa Casa da Misericórdia está presente na vida de todos os Riomaiorenses. Desde a sua infância, quando ingressam nas creches e jardim de infância, quando utilizam os serviços na área da saúde (centro médico e fisioterapia) e na área da ação social (RLISRede Local de Intervenção Social e PIP-RIO- Projeto de Intervenção Precoce), quando usufruem do seu património como a Igreja da Misericórdia, (celebrações pascais, missas e reza do terço, batismos e casamentos), quando frequentam a Universidade Sénior, quando deixam os seus familiares aos cuidados do Lar Dr. Calado da Maia e no fim da vida quando utilizam as capelas mortuárias para os velórios daqueles que partem.

Na conjuntura atual, a Santa Casa da Misericórdia tem tido um papel fundamental no auxílio aos que infelizmente passaram a depender do programa de ajuda alimentar, confecionando e distribuindo 100 refeições diárias.

A Santa Casa da Misericórdia celebra ainda, regularmente, protocolos com estabelecimentos de ensino, que proporcionam a frequência de estágios na instituição a jovens estudantes que estão a terminar ou terminaram o seu percurso escolar. A Santa Casa da Misericórdia tem um número considerável de trabalhadores ao seu serviço e tem vindo progressivamente a aumentar esse número nos últimos anos, contrariando a tendência das taxas de desemprego verificadas no nosso país.
Apesar de todas as dificuldades inerentes ao momento que atravessamos, a Santa Casa da Misericórdia tem conseguido implementar novos serviços, quer na área da saúde, quer na área da ação social, por forma a minimizar os problemas com que diariamente a população é confrontada.

A Santa Casa da Misericórdia sonha executar vários projetos num futuro próximo, sendo o principal a reconstrução do edifício do antigo Hospital da Misericórdia, construído em 1935. Edifício emblemático, que faz parte da memória dos riomaiorenses, encontra-se adaptado a Lar de Idosos, sendo premente reconstruí-lo, beneficiá-lo e ampliá-lo para se poder prestar um serviço de excelência a todos os que dele necessitarem.

Aguarda-se a abertura de eventual candidatura ao Programa Portugal 2020, por forma a obter-se o financiamento necessário à sua recuperação, sendo objetivo da Santa Casa da Misericórdia aumentar a sua capacidade para 80 utentes.
Os irmãos que integram os órgãos da Santa Casa da Misericórdia, profissionais de várias áreas de atividade aceitaram o convite que lhes foi endereçado para o exercício de mandato de quatro anos, com o objetivo de prosseguir o interesse da Instituição.

A humildade, a honestidade, a solidariedade, o espírito de sacrifício, a determinação e a competência são designadamente princípios que pautam o desempenho de todos os membros dos órgãos eleitos a exercer funções em regime de voluntariado.
Para que esse trabalho seja profícuo é indispensável contar com todos: colaboradores, fornecedores, utentes e seus familiares, voluntários, parceiros, empresas e instituições, nomeadamente as instituições públicas que têm um papel fundamental para a sustentabilidade económica da Santa Casa da Misericórdia.

Reitero as declarações proferidas na tomada de posse de 14 de Janeiro passado, de que a instituição a que presido tudo irá fazer para proporcionar mais e melhores respostas à população, no âmbito do objeto do compromisso da Irmandade. Ser voluntário é um desafio diário, que muito nos tem engrandecido, mas é com muita satisfação que trabalhamos todos os dias com a certeza de que o nosso trabalho se repercute no bem estar de alguém e que a nossa missão é concretizada estando ao serviço dos outros.

Rio Maior, junho de 2016
A Provedora
Dra. Maria José Moura Figueiredo